Administração


A administração é praticada desde que existem os primeiros agrupamentos humanos. A moderna teoria geral da administração, que se estuda hoje é formada por conceitos que surgiram e vêm-se aprimorando há muito tempo, desde que os administradores do passado enfrentaram problemas práticos e precisaram de técnicas para resolvê-los. É a ciência que aplica conhecimentos técnicos e racionais para realizar negócios e promover o bom funcionamento e o crescimento de uma empresa, fazendo uso, da melhor maneira possível, dos recursos humanos e financeiros disponíveis. O curso da FUPAC/UNIPAC visa proporcionar aos alunos uma sólida formação em termos de qualidade e competitividade no mercado.

Embora o processo administrativo seja importante em qualquer contexto de utilização de recursos, a razão principal para estudá-la é seu reflexo sobre o desempenho das organizações. O principal motivo para a existência das organizações é o fato de que certos objetivos só podem ser alcançados por meio da ação coordenada de grupos de pessoas. Na atualidade, as organizações assumiram importância sem precedentes na sociedade e na vida das pessoas.

Atividades principais

O administrador é o responsável pela condução do processo de trabalho na empresa, afirmam os clássicos, enquanto os humanistas preferem colocá-lo como um condutor do processo de cooperação e interações humanas no ambiente de trabalho. A tendência atual, de eliminação ou abrandamento das estruturas hierárquicas, coloca o administrador como um facilitador, interagindo nas relações decorrentes do processo administrativo.

É também um intrapreneur, ou seja, um empreendedor interno que se antecipa aos impactos do processo de mudança. Neste caso, cai-lhe bem o conceito de agente de transformações. Interessante observar que, a redução do contingente de pessoas na organização, substituídas pelos computadores ou outras formas de automação acaba por estender a definição de administrador para as pessoas que respondem pelos compartimentos de produção ou de informações, compostos exclusivamente por máquinas.

O que diferencia o administrador de um simples executor é exatamente o fato de que, enquanto o segundo sabe fazer certas coisas que aprendeu mecanicamente (planos, organogramas, mapas, registros, lançamentos etc.), o primeiro sabe analisar e resolver situações problemáticas variadas e complexas, pois aprendeu a pensar, a avaliar e a ponderar em termos abstratos, estratégicos, conceituais e teóricos. O segundo é um mero agente de execução e operação. O primeiro é um agente de mudança e inovação, pois adquire habilidade de entender e diagnosticar situações.

Mercado de Trabalho

Os administradores podem trabalhar como técnicos de funções administrativas ou como gerentes/executivos, em empresas com fins lucrativos, instituições privadas sem fins lucrativos e instituições governamentais.

Como empreendedores, os administradores podem gerir seus próprios negócios, como indústrias, comércios ou atividades de prestação de serviços, ou podem atuar como consultores especializados em assuntos relacionados à administração organizacional.


Nível: Graduação

Área: Humanas

Formação: (Bacharelado)



© Copyright 1998/2017 - Fundação Presidente Antônio Carlos de Itabira - (31) 3831.0679 / 3834 4586
Normas | Segurança e Privacidade | Direitos Autorais | Política Anti-Spam