Apresentação:

           Nos termos do artigo 11 da Lei nº 10.861/2004, a qual institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), nas Instituições que atendem este nível de ensino supracitado, sejam elas instituições públicas ou privada, a Fundação Presidente Antônio Carlos (FUPAC) constituiu e regulamentou a sua Comissão Própria de Avaliação , doravante denominada (CPA), através da Resolução CONSUN sob nº nº 001/2011, datada de 08 de fevereiro de 2011, que dispõe sobre as diretrizes da composição da Comissão Própria de Avaliação. A CPA possui também o seu próprio Regulamento no qual define suas competências, finalidades, forma de organização e atuação.

          A Comissão Própria de Avaliação da Fundação Presidente Antônio Carlos, é um órgão autônomo e possui representação dos diversos segmentos da Universidade e conta também com a representação da sociedade civil , conforme diretrizes emanadas do Ministério da Educação , através do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), a saber:
I - constituição por ato do dirigente máximo da instituição de ensino superior, ou por previsão no seu próprio estatuto ou regimento, assegurada a participação de todos os segmentos da comunidade universitária e da sociedade civil organizada, e vedada a composição que privilegie a maioria absoluta de um dos segmentos;
II - atuação autônoma em relação a conselhos e demais órgãos colegiados existentes na instituição de educação superior.

Processo de Avaliação na Fundação Presidente Antônio Carlos já faz parte de sua estrutura organizacional desde anos anteriores. Sempre foi prática da Fundação avaliar para conhecer e melhorar. 
Atualmente este processo está em constante expansão, visto que envolve toda a comunidade acadêmica (professores, alunos, funcionários) e envolve também a sociedade socil. Os resultados destes processos avaliativos é um importante instrumento para a gestão da instituição, seja no âmbito acadêmico ou no âmbito administrativo, visto que, os resultados permitem a Fundação analisar suas ações, visando redimensioná-las e/ou aprimorá-las, em prol de investimentos na qualidade do ensino, no desenvolvimento de pesquisas, na ampliação de seus projetos de extensão, buscando assim, prosseguir investindo e ampliando o ensino, a pesquisa e a extensão.

Objetivos :
• “Ouvir” e dar voz aos segmentos que compõe a Fundação, buscando democratizar a participação dos diversos grupos.
• Conhecer os processos educacionais desenvolvidos na instituição , bem como seus reflexos seja no ensino, na pesquisa e na extensão;
• Verificar as necessidades de adequações nas ações desenvolvidas pela IES , objetivando (re)estabelecer compromissos com a comunidade acadêmica e com a sociedade.
• Conhecer, propor e implementar mudanças na prática acadêmica e na gestão da Instituição, para a formulação de projetos pedagógicos e institucionais socialmente legitimados e relevantes.
• Subsidiar ações para o aprimoramento do ensino, para melhor qualificar e intensificar a pesquisa e a extensão, agilizar e racionalizar a gestão, bem como torná-la cada vez mais sintonizada com as necessidades da prática acadêmica.

Dimensões:
A Comissão Própria de Avaliação da FUPAC, tem sua ação pautada nas dimensões formalizadas pela Lei nº 10.861/04, art.3º que instituiu o SINAE, a saber:
1) A missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional;
2) A política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de pesquisa, de monitoria e demais modalidades;
3) A responsabilidade social da Instituição, considerada especialmente no que se refere à sua contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural;
4) A comunicação com a sociedade;
5) As políticas de pessoal, as carreiras do corpo docente e do corpo técnico-administrativo, seu aperfeiçoamento, desenvolvimento profissional e suas condições de trabalho;
6) Organização e gestão da instituição, especialmente o funcionamento e representatividade dos colegiados, sua independência e autonomia na relação com a mantenedora, e a participação dos segmentos da comunidade universitária nos processos decisórios;
8) Planejamento e avaliação, especialmente em relação aos processos, resultados e eficácia da Autoavaliação Institucional;
9) Políticas de atendimento a estudantes e egressos;
10) Sustentabilidade financeira.



Composição:

A CPA Da UNIPAC está assim constituída:

Representatividade Nome Email Função na CPA
Representantes do corpo docente Daniela Wenchenk Fiuza Esteves daniwcf@hotmail.com Representante Docente
Representantes do corpo docente Cibele Duarte Lage cibeledl@yahoo.com.br Representante Docente
Representantes do corpo discente Clarisse Louise Bernardo Silva clarisselouise@hotmail.com Representante Discente
Representantes do corpo discente Viviane dos Reis Ferreira vixureisferreira@yahoo.com.br Representante Discente
Representantes do corpo Administrativo Vania Lúcia Leal de Paiva Vieira vanileal@bol.com.br Coordenadora
Representantes do corpo Administrativo Paula Fernanda de Freitas eupaulafernanda@yahoo.com.br Vice Coordenadora
Representantes da sociedade civil organizada Eliana Leal de Paiva Del Rio hdelrio@bol.com.br Representante da Sociedade Civil
Representantes da sociedade civil organizad Elizete Cândida da Anunciação elizetecandidadesouza@yahoo.com.br Representante da Sociedade Civil

© Copyright 1998/2017 - Fundação Presidente Antônio Carlos de Sabará - (31) 3672-7739